segunda-feira, fevereiro 09, 2009

Rádio Huíla volta aos debates

Nas últimas semanas um “spot” publicitário dava a boa nova aos ouvintes da Rádio Huíla (que são certamente muitos no Lubango, devido a crise de identidade da Rádio 2000).
Eram os regressos os debates na Rádio Huíla, a tal maior estação do sul de Angola. Quantidade ou qualidade?

O anúncio, na conhecida voz de Manuel Esperança ( meu velho companheiro na Rádio 2000 e Voz da America) , indicava que os debates estavam de volta ao canal. Uma boa nova. O próprio acabou por moderar o debate, mas sem o contraditório, falando sobre o sector da saúde na província.
Depois do repto do governador sobre o papel da média na crítica e ajuda ao executivo através da auscultação geral da sociedade, este é o primeiro sinal de um certo arejamento da média huilana. Espera-se que isto seja seguido! As duas rádios devem ser aguerridas, fortes, criticando, elogiando, dando voz a todos e apontando a solução aos graves problemas que a província vive.
É claro que os interesses corporativos, os interesses de grupos e a tendência absolutista de certas camadas sociais em se assenhorarem da média, podem afectar os objectivos mais nobres dos nossos colegas nas sulistas terras em plano.
Entre os anos 1999 e 2002 fomos pioneiros numa forma “nova” de dar a sociedade voz. Debates como o “Entre Nós” e “ Com Peso e Medida” em que mesmo em tempo de guerra, o contraditório era possível.
Debates de saudade, pois deve haver continuadores desta forma de dar voz aos sem voz (muitos no Lubango), e diversificar com os fazedores de opinião ou aqueles facilitados pelo mediatismo frequente (poucos, felizmente).

Um comentário:

MESU MA JIKUKA disse...

Debates sérios com ouvintes ou "tipo" os da casa mãe ao sábado?